22/12/11

Decorações e Prendinhas de Natal dos Lares



O Natal sem decorações cheia de cores, brilhantes, luzinhas, músicas, presépios não seria igual. A decoração enche de amor qualquer coração tristinho e amargurado com as dores e lembranças do passado e todas as pessoas, principalmente dos idosos que vivem estas festividades com muitas lembras.

A pensar nas tradições dos nossos idosos este ano pensamos em levar algo diferente. Para além das decorações realizadas pelos nossos Idosos; prendinhas de Natal que eles realizaram para trocar no da e para oferecer aos familiares; e postais de natal, decidiu-se construir um presépio de uma forma tradicional, tal como era feito em nossas casas à muitos anos atrás: com musgo, verdes, lenha, pinhas, entre outros elementos que a natureza deixou que levássemos para os lares.

Ficam aqui algumas fotos das nossas decorações... Que dizem... Gostam...? Aguardamos sugestões!!!








Festas de Natal 2011 ANIMACLUB

A ANIMACLUB a cada Natal que passa Anima e Organiza cada vez mais Festas de Natal.

Locais/Festas de Natal onde estivemos:

Braga

Junta de Freguesia de Navarra

Junta de Freguesia de Merelim (S. Paio)

Junta de Freguesia de Parada de Tibães

Junta de Freguesia de Santa Lucrécia

Associação Maconde (Maximinos)

Amares

Junta de Freguesia de Ferreiros

Fafe

Junta de Freguesia Arões (São Romão)

Junta de Freguesia de Medelo

Barcelos

IPCA (Instituto Politécnico do Cávado e Ave)


Este Natal foi o mais animado de sempre! Realizamos diversas festas, todas muito especiais….em cada evento procuramos ser diferentes e nos adaptar as especificidades do público e do espaço. Assim, procuramos realizar festas personalizadas, pensadas ao pormenor para que sejam inesquecíveis.

Depois de toda a nossa dedicação, é muito gratificante ouvir os comentários e perceber que as pessoas gostaram…é sinal que o nosso trabalho é reconhecido e apreciado!



FELIZ NATAL

18/11/11

Magusto na Quinta Pedagógica

No dia 11 de Novembro de 2011 foi dia de Magusto na Quinta Pedagógica de Braga.

A tarde prometia chuva, mas o São Martinho acabou por dar o dar da sua graça e na hora certa abriu o sol e permitiu que tanto as crianças, como os idosos tivessem oportunidade de celebrar este dia e comer as castanhinhas ao ar livre.

Este encontro, para além do convívio e de permitir aos idosos uma actividade exterior, permitiu um encontro intergeracional com crianças de outras instituições. Entre visitar a Quinta Pedagógica e delirar com os animais que dão o ar da sua graça, sempre que algum idoso chama; espectáculos de dança das crianças da Escola EB1 das Parretas e da creche "Morangos"; e a boa da castanhinha assada e cozida, houve essencialmente boa disposição e alegria no ar.




Para nós o objectivos foi cumprido, permitir que os nossos idosos tivessem uma tarde agradável e proporcionar-lhes um momento de voltar a reviver as suas raízes e tradições.


16/11/11

Publicidade com Animação para o Natal

Abra as portas, saia à rua!
Mostre a todos a sua Marca de forma diferente...
As nossas sugestão para promover a sua empresa este Natal  

Animador a distribuir publicidade e a desejar Feliz Natal à população

Sugestões para a caracterização do Animador:
Duende
Pai Natal
Palhaço
Mimo


Sugestões de Publicidade para Distribuir:
Balões
Canetas
Flyers
Postais de Boas Festas


Os melhores locais para distribuição
Avenidas e Ruas Centrais onde está concentrado o comércio tradicional
Feiras e/ou outros eventos onde haja grande afluência de pessoas
Perto da loja


Vamos alegrar o Natal!

04/11/11

"A importância da Animação para o desenvolvimento cognitivo e pessoal do Idoso institucionalizado”.


Ao longo destes 4 anos de trabalho no terreno e das inúmeras investigações que temos realizado, tem-se verificado que o trabalho de animação de idosos ganha uma maior importância quando se trata de idosos institucionalizados. Ao longo do nosso Projecto "Animar o Presente", tem-se verificado que os idosos têm uma tendência natural para se auto-excluírem de viver, sentindo-se bastante inúteis, afastando-se aos poucos da sua vida social e do meio em que estão inseridos.

Esta situação deve-se ao facto de existirem poucas actividades para os idosos institucionalizados, comparativamente aos idosos que vivem nas suas casas, devido à solidão que sentem mesmo estando no meio de tantos idosos e, também, às alterações a que são sujeitos quando entram para uma instituição. Levando a uma participação quase inexistente do utente na vida da instituição, na vida pessoal e, consecutivamente, na vida comunitária.

Do nosso ponto de vista, a animação de idosos começa quando respeitamos os seus direitos fundamentais, tais como o direito à escolha, à privacidade, à integração e à sua participação activa. Para além destes factores, a qualidade de vida do idoso depende também do acompanhamento decente, cuidado e eficiente que os funcionários lhes prestam. Definimos a animação de idosos como o meio de actuar em todos os campos de desenvolvimento da qualidade de vida dos mais velhos, sendo um estímulo permanente na vida mental, física e afectiva do idoso e tendo como objectivos: garantir os direitos dos idosos; combater o imobilismo e a indiferença; ajudar a aliviar tensões e divertir.

No entanto, quando se fala em prioridades a animação é encarada pelas instituições, quer públicas quer privadas com ou sem fins lucrativos, como uma necessidade secundária, dirigindo os seus recursos, sobretudo, para a higiene, saúde e alimentação. Esquecendo-se que se fosse encarada como uma necessidade básica poderia contribuir e muito para o cuidado do idoso e para a melhoria da sua qualidade de vida, tal como podemos verificar após a analise do impacto global do projecto nos utentes.

A animação cria, assim acontecimentos, que vêem inovar a rotina diária fazendo as pessoas conviverem umas com as outras e por sua vez leva a uma diminuição da conflitualidade entre eles. E estando ligada às artes plásticas e à motricidade faz com que os idosos melhorem ou mantenham a sua autonomia e capacidade de movimento, pois os idosos dispõem de muito tempo livre.

Porém, com o decorrer do projecto e, enquanto animadoras, fomos constatando que a importância da animação vai mais além, devido às dificuldades que temos encontrado relacionadas com os idosos. Assim, temos verificado que a entrada tardia dos idosos numa instituição faz com que o aparecimento de incapacitados seja cada vez mais frequente e a sua permanência seja mais curta, condicionando as actividades propostas. Para além dos idosos que devido à idade vão perdendo capacidades físicas, encontramos cada vez mais idosos com doenças degenerativas (Alzheimer, Parkinson e a Osteoporose), que não podem ser esquecidos. Estes, também, merecem que se pense neles, se investigue e se adeqúem as actividades às suas necessidades.

A importância do descanso nestas idades é cada vez mais sentida, manifestando-se sempre que surge uma mudança de ritmo, já que os idosos têm uma tendência sedentária. Desta forma, sentimos a necessidade de adaptar o ritmo aos seus problemas físicos e mentais, não esquecendo as suas necessidades. Por outro lado, é aferido que muitas vezes usam o cansaço como pretexto para não participarem nas actividades, ou mostram-se renitentes à mudança devido a razões de comodismo ou devido ao facto de terem pouca confiança nas suas capacidades.

E, se por um lado, não existe uma homogeneidade nas idades, nos interesses e percursos de vida dificultando a sua união e receptividade na inclusão do grupo, por outro lado, temos idosos que ou mantêm uma atitude negativa, excluindo-se do grupo; ou são agressivos, introvertidos, teimosos, … (comportamentos frequentes nos idosos institucionalizados, devido à solidão, inacção e monotonia que sentem). Este tipo de atitudes tem-nos permitido adquirir novos conhecimentos, tanto ao nível da animação com idosos, como das suas motivações e estratégias para mudar os seus comportamentos.

A interacção com a família, o carinho desta, é igualmente importante para uma boa integração dos idosos. A verdade é que épocas como as do Natal têm-se tornado um período difícil do ano para aqueles que são idosos, cujos filhos vivem longe e não podem estar presentes com os pais. Para muitos idosos celebrar o Natal é ter a oportunidade de estar com a família mais próxima, partilhar a possibilidade de estar com os entes queridos, num tempo marcado pelo abandono e falta de humanidade para com os mais velhos. Tendo-se verificado essa dura realidade, principalmente por o idoso estar num lar sem ter a possibilidade de ter a presença dos parentes próximos. Mas, alegra-nos ver que de ano para ano esta realidade tem tendência a melhorar e sabemos que o nosso trabalho não fica por aqui, porque felizmente os idosos estão a voltar a ter uma voz activa na sociedade.

Com este projecto pioneiro pretende-se, antes de mais, resgatar o valor do idoso, incluindo a velhice na linha da vida. Muito mais que acentuar perdas e défices, é importante ter uma visão mais realista e construtiva. Desta forma, encaramos a Animação Sociocultural não como uma futilidade, mas como uma necessidade básica na vida de todos. É entendida pela ANIMACLUB, como uma estratégia de intervenção promotora de desenvolvimento.

Das análises feitas dos problemas e das necessidades torna-se evidente a urgência de combater a inactividade. Através de uma intervenção social eficaz poder-se-á evitar que o idoso não se perca em lembranças do passado, mas ajudá-lo a viver melhor o presente, tendo em conta, que uma velhice bem sucedida passará sempre pela interligação de três factores: a saúde, a manutenção de um bom funcionamento cognitivo e físico, e a manutenção da participação social.

II Conferências “Diálogos sobre o Envelhecimento”


No passado dia 29 de Outubro, nas instalações da Associação Cultural e Recreativa de Cabreiros realizaram-se as II Conferências " Diálogos sobre o Envelhecimento".

Permitam-me referir desde já a amabilidade com que fomos recebidas e a forma calorosa com que o próprio público nos surpreendeu. Um conferência que se prolongou pela tarde devido às enumeras questões que se iam colocando aos profissionais convidados para apresentarem os mais diversos temas, o que demonstrou o interesse da nossa plateia.

Durante esta tarde tivemos a oportunidade de conhecer as UCC (Unidades de Cuidados na Comunidade) e o seu contributo para as equipas de SAD e Centro de Dia, com a Enf.ª Manuela Rodrigues (coordenadora da UCC do ACES Cavado I — Braga); com o Dr. Diogo Pontes (Psicólogo Clínico da Associação AVC), tivemos a oportunidade de saber como prevenir um Acidente Vascular Cerebral nos nossos idosos e o tipo de cuidados a ter em consideração, bem como os factores que levam aos AVC`s; a Dr.ª Natália (Nutricionista da ACRC e colaboradora da ITAU — Instituição Técnica de Alimentação Humana, SA) apresentou o tema "Alimentação na 3ª Idade — Cuidados a ter na elaboração de Ementas para as Respostas Sociais da 3ª Idade".

A Animaclub foi convidada para apresentar o tema "A importância da Animação para o desenvolvimento cognitivo e pessoal do Idoso institucionalizado”. Um tema que, tanto a Animaclub como os técnicos com os quais tivemos oportunidade de contactar, foi considerado importante, pois tem-se vindo a verificar que os idosos estão cada vez mais isolados e desmotivados. Por outro lado, os técnicos estão preocupados com a entrada de idosos cada vez mais debilitados e com o mais variado tipo de demências, sentindo dificuldade em encontrar respostas e actividades adequadas a este tipo de grupo.

Os animadores da Animaclub sabem que não é fácil e nesse sentido consideramos importante este tipo de conferências para as pessoas trocarem ideias e debaterem este tipo de problemáticas, concluindo que a animação não pertence apenas ao profissional com o estatuto de Animador. A animação começa de manhã e termina quando o idoso se deita, sendo importante existir um trabalho de grupo articulado entre a Direcção Técnica, as Auxiliares e os Animadores. Só assim conseguíremos resultados mais positivos.

26/10/11

Acabou o bom tempo... Acabaram por agora as visitas ao Parque...

Os passeios/caminhadas ao jardim/pátio foram a actividade mais apreciada pelos idosos durante este período de bom tempo.

O objectivo desta actividade, para além do contacto com o exterior e com novas pessoas, é também o contacto com a natureza, com as suas raízes e ao mesmo tempo poder apreciar outro espaço que não o habitual, quebrando a rotina diária dos nossos idosos.

Mais especificamente aliamos o social com a actividade física, permitindo aos idosos realizar caminhadas e exercício físico ao ar livre. Aliadas a estas actividades estão os, também, apreciados jogos de mesa, que lhes permite interagir em grupo e estimular a concentração e a memória. Entre dominó, jogos de cartas, jogo das damas e jogos de memória o tempo vai passando sem que o pessoal dê por isso... E animação é mesmo isso, realizar actividades com prazer e não dar pelo tempo passar, sem esquecer os objectivos a que nós animadores nos propomos, bem como a permitir a evolução social e pessoal de cada um.


No entanto, com muita pena nossa os passeios ao parque terão de ser substituídos por actividades dentro do lar. Por agora teremos de nos despedir dos nossos amiguinhos do parque que tanta companhia nos fizeram.

Mas não pensem que vamos baixar os braços... A animação continua através de outras actividades que motivem os nossos idosos.

20/10/11

Festas de Natal


Se deseja uma Festa de Natal inesquecível,
contacte a ANIMACLUB, nós tratamos de tudo...


As nossas sugestões animadas para a sua Festa de Natal:


Decoração


» Decoração com Balões

» Decoração com acessórios de Natal




    
  • Música
» Coro
» Dj

» Cantor
    
  • Apresentador
» Ventriloquo
» Personagem de Natal
  • Espectáculo


» Magia
» Marionetas
» Ventriloquo

» Artes Circenses
  • Acessórios

» Insufláveis
» Trampolim

» Carrinho de Pipocas
    
  • Animação Infantil
» Palhaço Escultor de Balões
» Mãe Natal a realizar Pinturas Faciais
  • Personagens de Natal

» Pai Natal
» Mãe Natal
» Duendes




19/10/11

A desfolhada deixou de ser uma maçada...

"A desfolhada é um trabalho agrícola em que se retira a espiga (ou maçaroca) da planta, que se chama milho. Embora possa parecer uma festa, é um trabalho duro e cansativo, tanto para os adultos, homens e mulheres, como para os jovens e as crianças que, por essas aldeias fora, trabalham no campo.
Nos fins de Setembro, princípios de Outubro cortam-se as canas do milho, que são transportadas para a eira no carro de bois. Na eira faz-se a desfolhada. À medida que se desfolha, vai-se amontoando as espigas em cestos de verga ou de costelas que, depois de cheios, são despejados no canastro ou espigueiro. Os jovens participam entusiasmados nas desfolhadas, sempre na esperança de encontrar milho-rei ou rainha para poderem dar um beijo ou um abraço à namorada."

Pelo menos assim conta a história, e não é que ainda assim é... Este ano juntamos os lares com quem colaboramos, no Mosteiro de Tibães e a tradição manteve-se... Com a excepção de ser um trabalho muito duro, pois os idosos cada vez mais pediam milho e ficavam "chateados" por não ter mais milho para desfolhar; quanto ao carro de bois foi substituído pelo tractor, mas acabou por dar o ar da sua graça na hora da sua chegada.

Esta simples actividade de retirar o idoso do lar e de o levar ao exterior traz benefícios e sorrisos fantásticos ao grupo. Permite-lhes não só contacto com o exterior, o convívio com outras pessoas, conhecer novos locais, realizar actividades do seu tempo de mocidade, reavivar memórias, actividade física e acima de tudo terem a oportunidade de contactarem com a natureza.

18/10/11

Foi-se o sol ficaram os tons torrados de Outono

Agora sim dá vontade de mostrar as nossas decorações realizadas ao som da boa música portuguesa!!! Este solinho de Verão não fará inveja às nossas cores mais torradas de Outono!!!

 
Senhoras e Senhores apresento-vos o resultado final!
Realizado com muito esforço e muita boa disposição, entre músicas, anedotas e histórias / lembranças do passado, vividas e sentidas pelos nossos jovens dos lares!!!

 
Qual o objectivo destas actividades?
  • Promover o convívio e estimular o espírito de grupo, através das conversas paralelas, das músicas cantadas, das anedotas malandras, das histórias e lembranças que surgem ao longo da actividades; 
  • Proporcionar a possibilidade de expressão através das artes plásticas e dos trabalhos manuais, partipar na construção da decoração dos espaços comuns;
  • Estimular a criatividade através dos materiais reciclados, envolvê-los no processo de decisão sobre o material a escolher e o que fazer com este material. Através de tecidos e lãs surgiram óptimas ideias, por exemplo a criaçao de um elemento complementar da nossa decoração (Adivinhem... Realizaram-se bonequinhas de trapos que mais faziam lembrar espantalhos para colocar em painéis e centros de mesa).

As actividades são sempre dividas em grupos consoante as limitações e potencialidades de cada grupo e pensadas idoso a idoso: São pensadas como um puzzle e só no final se verá o resultado final.
Esta metodologia permite utilizar um enorme leque de dinâmicas através das várias tarefas dadas a cada grupo e a cada idoso.
Como tal o objectivo final, como referido foi a decoração de Outono para os espaços comuns, a tarefa principal é a decoraçao dos placards, mas também dar apoio à mini-quinta, elaborar centros de mesa da sala de refeições, decorar a entrada do lar, as mesas da sala de actividades ou as portas dos quartos.

. Colorir folhas com tons de Outono:
Os idosos com problemas físicos num dos braços e/ou mãos conseguem realizar esta tarefa  descontraidamente, como normalmente referem que não conseguem realizar nenhuma actividade, pois têm a ideia de que precisam das duas mãos para as realizar solucionamos este pequeno obstáculo pintando primeiro e só cortando os moldes depois, assim com a "mão" preguiçosa" seguram o papel e com a outra vao pintado
Na verdade esta actividade permite-lhes não só realizar o que lhes é proposto, como os ajuda na concentração e na aproximação ao grupo por se sentirem mais úteis.
Foi distribuída uma folha de papel para pintarem com as várias cores de Outono (vermelho, amarelo, verde, castanho, laranja). Através das cores foram ainda realizados jogos cognitivos, como percepção das cores, jogos de memória, jogos dos pares, e desenvolvimento de consciência social  fazendo associação das cores das folhas com a roupa de cada um dos dos colegas de grupo.

 

 

 

 

 

 

 
. Espantalhos:
Esta actividade é mais grupal do que individual; em grupos de 3 idosos realizaram bonequinhas de trapos / espantalhos para decorar os painéis. um trabalho que não seria possível sem o apoio do grupo dos mais dependentes que com a sua motivação realizou  uns dias antes bolas com papel de jornal para se colocarem dentro do tecido e dar a forma à cabeça do espantalho.
Mais uma vez usamos a dinâmica de puzzle, enquanto um cortava as lãs, outro cortava os tecidos em forma de quadrados o terceiro elemento dava forma ao espantalho, ou seja, um trabalho que só resulta  através de um esforço conjunto de equipa e entreajuda 
 

 

 

 
. Painéis de Outono:
Realizada pelos mais autónomos, autênticos designers de interiores que escolheram cores, tecidos, motivos e deram ideias geniais! Uma decoração em tons quentes de Outono, com os moldes fizeram os desenhos,pintaram a rigor, cortaram as placas de esferovite e de cartao para os uportes e no final colaram tudo. Apenas precisaram da minha ajuda para colocar na parede, indepenencia no seu melhor.Digam lá, se não estão lindíssimos?

 

 

 
Escusado será dizer que esta actividade proporcionou momentos agradáveis aos idosos, e também às equipas de funcionárias/os sempre disponiveis que deram um contributo alegre e importantissimo em todas as actividades.
Estamos já a preparar o Natal, dentro em pouco tempo terão novidades!

Casamentos 2011

Decoração com Balões e
Largada de Balões

Gostaria de realizar o Corte do Bolo no momento da chegada à Quinta?
Aqui fica a sugestão para tornar o momento inesquecível...


Este fim-de-semana, participamos num casamento diferente, os noivos optaram por realizar o corte do Bolo logo que chegaram à Quinta.
Substituimos o tradicional fogo-de-artifício,utilizado essencialmente no tradicional Corte de Bolo após o jantar,  por algo que chamasse a atenção e embelezasse este momento especial que decorreu ainda durante o dia.
Optámos por realizar uma simples decoração com Balões e para assinalar o momento uma lindissima Largada de Balões em tons de branco como requisitado pelos noivos, ficou simplesmente fantástico

Experimente também as nossas sugestões para uma festa realmente diferente e um casamento do qual todos os seus convidados recordarão!

08/09/11

Merelim (S. Paio)

“A Festa de S. Roque festeja-se no 1º Domingo de Setembro, sendo uma tradição em S. Paio de Merelim com muitos anos, sendo nessa altura visitada por muita gente de Braga e também de todo o Norte de Portugal, onde se pode encontrar corroceis, vendedores ambulantes e diversos espectáculos musicais, sendo uma festa com grande tradição na presença de grandes bandas tais como Xutos e Pontapés, Delfins, UHF, Pólo Norte, Da Weasel, Santamaria,Tony Carreira, etc... havendo ainda uma grande procissão que se realiza no domingo à tarde.”

Também faz parte da tradição, da festa de S. Roque, a realização de uma festa para as crianças, no entanto, esta festa tem vindo a ser esquecida e a ficar pouco voltada para os mais novos. Para que esta festa se tornasse uma verdadeira festa infantil a comissão de festas, deste ano, contou com a colaboração da ANIMACLUB. Nós tratamos de tudo!

Realizamos uma verdadeira festa para crianças...

A diversão foi geral, não faltou nada para divertir os habitantes e os visitantes de Merelim.

Insuflável;

Trampolim;

Jogos tradicionais;

Palhaços Escultores de Balões;

Animadoras com Pinturas Faciais;

Espectáculo de Artes Circenses;

Lanche e muita alegria…

A festa contou com mais de 200 crianças que se fizeram acompanhar pelos pais, avós, irmão e outros familiares e amigos. Não havia na memória uma festa com tanta gente (segundo os participantes da festa).

Merelim encheu-se de alegria!



30/08/11

Evento ERA Arcos de Valdevez/Ponte da Barca

Mais uma loja ERA se rende aos nossos serviços de animação… A animação é uma forma de participar nas festas concelhias e presentear conterrâneos, clientes e amigos com momentos cómicos que ficam na memória.

Desta vez, foi a loja de Arcos de Valdevez que nos deu mais uma oportunidade colaborar com a ERA, esta loja tem como área de intervenção o concelho de Arcos Valdevez e Ponte da Barca.

Este serviço decorreu festa da Sra. da Lapa, em Arcos de Valdevez e na festa de S. Bartolomeu, em Ponte da Barca, foram 11 dias de animação, que contaram com a participação de Palhaços Escultores de Balões, Animadores a realizar Pinturas, Palhaços Escultores de Balões em Andas e Mimos.

Espero que tenham gostado…porque nós adoramos fazer este serviço!

Gostaria de agradecer à ERA, a Arcos de Valdevez, à Ponte da Barca e a todos os animadores que participaram no evento… Obrigada!